10 de ago de 2011

NADA É TÃO NOVO, NADA É TÃO VELHO

NADA É TÃO NOVO, NADA É TÃO VELHO

Curtíssima metragem dos meus camaradas Mariana Oliveira, Mark Claus , Maikon Mendes e Bruno Sambatti, que fizeram a produção desta curtíssima metragem juntamente com a Vila Cultural Coletivo Alona e com a Kiirk Produções (a produtora independente deles) e enviaram para o Festival Claro de Curtíssima Metragem, ficando entre os semifinalistas.

É um festival nacional e muito reconhecido, e esses camaradas são os únicos paranaenses dentro da  categoria de Cineclubes, Pontos de Cultura e ONGs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Capriche. Não curto Anônimos, mas costumo perdoar os Covardes. (Às vezes, me sinto covarde, então...)